Turbine sua Carreira

Por que estudar Enfermagem

Por que estudar Enfermagem

  Fonte: Universia Brasil

O trabalho de enfermagem é um dos mais antigos do mundo, e a profissão só evolui. Se você acha que o curso de enfermagem pode ser o certo para você, leia o texto a seguir para mais informações sobre a profissão e o curso, e com certeza você vai estar mais confiante para fazer essa decisão.

TRABALHANDO COM ENFERMAGEM

Quem atua na área costuma trabalhar ao lado de outros profissionais da área da Saúde, como médicos e psicólogos visando sempre beneficiar ao máximo a saúde dos pacientes. O trabalho desses profissionais se dá por meio da coleta de informações sobre o estado de saúde, além de colaborarem com a higiene, alimentação e curativos dos mesmos.

Os locais de atuação do enfermeiro são bem distintos. Há espaço em hospitais e em clínicas, mas também no ambiente domiciliar, como é o caso dos cuidadores de idosos, contratados para darem atenção total a uma pessoa que se encontra debilitada, seja por causa da idade avançada ou por problemas de saúde.

O profissional que se forma em enfermagem também pode atuar com a gestão de projetos voltados para a saúde. Essa é a pessoa que pode se envolver na criação de novos protocolos em hospitais, por exemplo, ou algum novo projeto social do local de trabalho.

O enfermeiro também precisa ter uma boa comunicação interpessoal, para que conquiste a confiança dos pacientes. Como o ambiente hospitalar e médico de um modo geral tende a assustar muitas pessoas, é importante que esse profissional faça com que a experiência de uma consulta ou uma internação torne-se algo menos sofrido.

O CURSO DE ENFERMAGEM

O curso de graduação tem duração média de 4 anos e é composto por muitas atividades teóricas e práticas. Além de disciplinas da Biologia, é comum que os estudantes tenham aulas de Psicologia, para saberem lidar melhor com os pacientes, Administração e Noções gerais sobre enfermagem, por exemplo.

Ao longo do curso, os estudantes têm a oportunidade de realizar trabalhos práticos, sempre supervisionados, para que possam começar a ter contato com pacientes e saber como solucionar os problemas de cada um deles com os conceitos e bases teóricas que adquiriu em sala de aula.

 

  Fonte: Universia Brasil

Siga-nos

Pesquisas

Você tem seu currículo cadastrado em vários portais de emprego?